20 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
8/10/19 às 16h03 - Atualizado em 8/10/19 às 16h03

Sobradinho recebe ação Outubro Rosa

A ação Outubro Rosa tem como objetivo conscientizar as mulheres sobre a prevenção do câncer de mama e a importância da realização do autoexame e mamografia. O Governo do Distrito Federal junto com a Secretaria de Saúde lançaram nessa última quinta-feira (04), uma força-tarefa de atendimentos e exames para a campanha.

Ao longo do mês, as mulheres serão acolhidas em qualquer UBS ou policlínica, independentemente de onde resida. Cada paciente que passar por consulta terá o retorno agendado e os encaminhamentos garantidos. A expectativa é de realização de 100 mil atendimentos.

O Hospital Regional de Sobradinho (HRS), participará da campanha. De acordo com a direção geral do órgão, nesse mês serão abertas mais vagas para exames de mamografias com objetivo de atender as mulheres da região norte e cumprir a agenda do mês.

A radiologista especializada em imagens de mamas do HRS, Daniela Gusmão, explica a importância do diagnóstico. “A detecção precoce permite que a mulher tenha a menor necessidade para realizar quimioterapia e cirurgias, tendo assim uma maior taxa de sucesso para o tratamento do câncer. ”

A mamografia é o diagnóstico mais preciso para o tratamento do câncer de mama, Daniela explica. “O intuito da mamografia é identificar o câncer antes que ele se torne apalpável, assim em muitos casos permite um tratamento de sucesso. O HRS oferece um atendimento humanizado para quem procurar”. Ela esclarece que ao chegar nos 50 anos a mulher precisa procurar um especialista para realizar o exame. “Toda mulher precisa realizar o exame, é um ato de amor próprio”, conclui.

 

 Saiba mais:

O Outubro Rosa é uma ação criada no início de 1990 nos Estados Unidos, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. O câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor.  Há vários tipos de câncer de mama, por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente.

O Inca informa que o câncer de mama em 10% dos casos está associado a fatores genéticos hereditários. É possível também existir casos raros de câncer de mama em homens (menos de 1%), e em mulheres com menos de menos de 35 anos.

O diagnóstico do câncer é possível pelo autoexame e mamografia. O tratamento consiste em local: cirurgia e radioterapia (além de reconstrução mamária) e tratamento sistêmico: quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica. A maioria dos casos têm bom prognóstico.

 

O Ministério da Saúde oferece atendimento para prevenção do câncer de mama por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Confira em Brasília os hospitais que oferecem atendimentos especializados de acordo com o Inca:

  • Hospital de Apoio Abrace (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital de Base do Distrito Federal/SES do Distrito Federal (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Regional da Asa Norte (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Regional de Ceilândia (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Regional do Gama (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Regional de Sobradinho (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Regional de Taguatinga (Cacon serviço de Oncologia Pediátrica)
  • Hospital Sarah /Associação das Pioneiras Sociais (Unacon)
  • Hospital Universitário de Brasília/Fundação da Universidade de Brasília (Unacon com serviço de Radioterapia)

Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

 

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros